Skip navigation

Tag Archives: NSA

https://i.kinja-img.com/gawker-media/image/upload/s--L6r0n9ZG--/c_scale,fl_progressive,q_80,w_800/18q38gyuqtgufjpg.jpg

Existe uma infinidade de opções na hora de escolher qual software ou serviço utilizar para lidar com necessidades simples como receber e gerenciar emails ou se conectar com nossxs amigxs. Porém, muitos dos softwares populares ignoram sua privacidade ao vender seus dados para qualquer empresa disposta a comprá-los. Alguns serviços vão ainda mais longe e hospedam seus dados diretamente em servidores de agências de espionagem e repressão como a NSA, a CIA e a GCHQ. Essa violação absurda do direito à privacidade faz parte de um programa do governo dos EUA chamado Prism, e veio a tona através dos documentos vazados por Edward Snowden.

No entanto, existem muitos serviços menos conhecidos que estão comprometidos com a privacidade e a segurança dos dados de seus usuárixs. São serviços baseados em software com código aberto e desenvolvidos por uma comunidade engajada em lutar pela internet livre. Para facilitar o acesso a esse tipo de software e promover o uso dessas ferramentas, existem dois sites que reúnem uma lista delas. Esses sites comparam os serviços proprietários e espiões com serviços similares, porém livres. Fica fácil trocar para software livre ao invés de utilizar programas que vendem seus dados e os compartilham com agências espiãs. Dê uma olhada nessas listas e mude para opções mais seguras.

Privacy Tools

Prism Break

Sem lugar para se esconder:
Edward Snowden, a NSA e a espionagem do governo norte-americado

Glen Greenwald, 2014

 

Desde que começou a ser usada de forma ampla, a internet foi vista por muitos como detentora de um potencial extraordinário: o de libertar centenas de milhões de pessoas graças à democratização do discurso político e ao nivelamento entre indivíduos com diferentes graus de poder. A liberdade na rede – a possibilidade de usá-la sem restrições institucionais, sem controle social ou estatal, e sem a onipresença do medo – é fundamental para que essa promessa se cumpra. Converter a internet em um sistema de vigilância, portanto, esvazia seu maior potencial. Pior ainda: a transforma em uma ferramenta de repressão, e ameaça desencadear a mais extrema e opressiva arma de intrusão estatal já vista na história humana.

É isso que torna as revelações de Snowden tão estarrecedoras e lhes confere uma importância tão vital. Quando se atreveu a expor a capacidade espantosa de vigilância da NSA e suas ambições mais espantosas ainda, ele deixou bem claro que estamos em uma encruzilhada histórica. Será que a era digital vai marcar o início da liberação individual e da liberdade política que só a internet é capaz de proporcionar? Ou ela vai criar um sistema de monitoramento e controle onipresentes, que nem os maiores tiranos do passado foram capazes de conceber? Hoje, os dois caminhos são possíveis. São as nossas ações que irão determinar nosso destino.